Header Ads Widget

Doença estranha mata 20 crianças e causa pânico em Cabinda



As autoridades sanitárias de Cabinda procuram determinar a doença que matou, em menos de um mês, um total de 20 crianças e está a causar pânico na aldeia do Nhobo, comuna de Tando-Zinze, em Cabinda.

O secretário provincial da Saúde, Rúben Buco, adiantou que a situação que criou pânico no seio da população do referido povoado, foi notificada às estruturas competentes pelas autoridades tradicionais e sanitárias da comuna. O mesmo assegurou que uma equipa multidisciplinar de vigilância epidemiológica, deslocou-se ao Tando-Zinze, para avaliar a situação e determinar laboratorialmente os principais focos das mortes e fazer a colheita de amostras para um estudo minucioso localmente e, em função dos resultados, encaminhar às autoridades centrais para a identificação da enfermidade.



“Fomos notificados de que, na comuna de Tando Zinze, num intervalo muito curto, registou-se, desde o dia 21 do mês transacto até sábado último, 20 óbitos, o que nos motivou a criar uma equipa multidisciplinar para investigar os casos”, referiu o secretário provincial da Saúde.

A equipa de saúde, na aldeia do Nhobo, o epicentro das mortes, faz o levantamento dos dados e, numa primeira fase, notificou através de testes rápidos, 78 crianças com malária e anemia aguda.

Rosa Sambo, enfermeira do centro local, lamentou a atitude da população, por preferir acorrer ao tratamento extra-hospitalar e só em extrema gravidade leva as crianças ao centro de saúde da comuna para debelar a situação.

Enviar um comentário

0 Comentários